Fale com nosso vendedor pelo whatsapp
11 94787-8185
11 4727-4949
Acompanhe-nos nas redes sociais:
11 4727-4949
Como chegar

Notícias


Citroën completa 100 anos neste 4 de junho

Citroën completa nesta terça-feira (4) 100 anos de existência e por isso selecionamos alguns fatos históricos que permeiam a história de uma das mais tradicionais marcas francesas, a qual opera no Brasil desde a década de 1990 quando chegou ao país pelas mãos do empresário Sergio Habib na época da abertura do Brasil aos carros importados. 

Voltando para o centenário da empresa, o fundador André Citroën realizou o primeiro anúncio de sua iniciativa de criar uma marca de automóveis em 11 de abril de 1919, mostrando o primeiro carro do projetista francês, o Type A, que começou a ser vendido no dia 7 de julho. O modelo tinha 10 cv e atingia 65 km/h de velocidade máxima com seu motor de 1.323 cm³ e quatro cilindros. Em 1920, Citroën já havia comercializado 10.000 unidades do seu primeiro automóvel no intervalo de apenas um ano.

Em 20 de fevereiro de 2921 o logo do Chevron começou a ficar conhecido em boa parte da França e, depois, no mundo: Citroën criou placas de estrada esmaltadas, para ajudar os franceses a se localizarem nas rodovias. Já em 12 de julho do mesmo ano foi apresentado o segundo modelo da marca, o B2, uma versão mais potente do Type A com 11 cv.

Em 1º de outubro de 1922 ele lança o 5HP no Salão de Paris, ampliando o portfólio. E para provar que seus veículos eram resistentes, André Citroën decidiu fazê-los atravessar o deserto do Saara. Os pilotos Georges-Marie Haardt e Louis Audouin-Dubreuil viajaram de Touggourt (Argélia) até Timbuktu (Mali) e depois de volta a Touggourt. Os carros levaram de 17 de dezembro de 1922 até 7 de março de 1923 para completar a prova.

Veja também: Teste: avaliamos o T-Cross, SUV compacto da VW

Mas essa não era a única ação de marketing que francês criava para mexer com o imaginário dos consumidores. André Citroën começou a fabricar, em 1923, carros de brinquedo que eram réplicas em miniatura dos carros dos pais. Mais de 30 mil miniaturas foram vendidas nos primeiros dez anos.

Voltando para os carros reais, em 1924 a Citroën contabilizou uma venda anual de 50 mil unidades. Tendo em vista o sucesso da travessia do Saara dois anos antes, a Citroën organiza a expedição Croisière Noire. Essa segunda expedição atravessa o continente africano de norte a sul, viajando de Colomb-Béchar até Cape Town, no período de 28 de outubro de 1924 até 26 de junho de 1925.

Alguns anos depois, em 1928, a Citroën apresenta os novos C4 e C6 no Salão de Paris. E, em 1930, a versão comercial do C4 faz sua aparição. Modular e funcional, tem assento traseiro removível e porta traseira bipartida. A versão família do C4 diminuiu 7 cm e ganhou novo carburador e nova caixa de câmbio, tornando-se o C4F.


Fonte: Autoo

 








Citroën
Mogi das Cruzes
Rua Ipiranga, 1220
Citroën
São Paulo
Avenida São Miguel Paulista, 8479