11 4727-4949
Acompanhe-nos nas redes sociais:
11 4727-4949
Como chegar

Linha Citroën 2018

Consórcio
Conheça as condições
Acessórios
Faça o seu pedido
Oficina Citroën
Faça o seu
agendamento
Seminovos
Veja as opções

Notícias

04/12/2017
Citroën C3 R5 no Rali do Var antevê futuro promissor
O prometido é devido, e tal como já tínhamos anunciado aqui, a Citroën aproveitou o Rali do Var para fazer a primeira aparição pública daquela que será a sua nova arma para o mundial — e não só — de ralis, o Citroën C3 R5. A última prova do campeonato de França de Ralis foi a escolhida para também dar continuidade aos testes de desenvolvimento do novo carro. Yoann Bonato e Benjamin Boulloud, que comemoram o título de Campeões de França após alcançarem quatro vitórias com o Citroën DS3 R5, estrearam agora o novo produto da Citroën Racing. A totalidade das três etapas da prova serviu para o piloto “tirar as medidas” ao novo carro  e testar várias regulações diferentes. "Não tivemos qualquer pressão da concorrência, pelo que nos divertimos muito ao volante do Citroën C3 R5 no fim de semana. O produto já se encontra muito desenvolvido e a variedade de estradas do Rali do Var permitiu-nos experimentar diferentes regulações", Yoann Bonato, piloto Citroën Racing. Com um aspeto bem apelativo e decoração inovadora, o Citroën C3 R5 não deixou ninguém indiferente tendo sido o alvo das atenções ao longo de quase toda a prova, apesar de não pontuar. "Após a excelente temporada que fez no Campeonato de França era lógico que Yoann Bonato estivesse ao volante do C3 R5 nesta sua primeira aparição pública. Trocando-se a habitual 'camuflagem' por uma decoração que enfatizou o design do carro, desencadeamos uma onda de entusiasmo entre o público, bem como entre os muitos potenciais clientes, que se mostraram muito interessados neste produto." Yves Matton, Diretor da Citroën Racing. Tecnicamente, o novo Citroën C3 R5 introduz pela primeira vez uma transmissão de comando manual, medida imposta por uma recente mudança no regulamento, mas que permitiu a Yoann Bonato terminar 14 classificativas sem registar qualquer problema. Depois de mais algumas sessões de intensivos testes para apurar e fiabilidade e performance do novo carro, o passo seguinte será o processo de homologação da FIA. "Para além do interesse suscitado junto do público e entre a comunidade do automobilismo, esta participação no Rali de Var trouxe-nos uma enorme satisfação em termos técnicos. Sem encontrar problemas de fiabilidade, fomos capazes de trabalhar com serenidade em diferentes configurações, adaptando o carro aos diferentes tipos de estrada, umas vezes suaves, outras muito acidentadas." Pierre Budar, Diretor de Desenvolvimento de Veículos Competição/Cliente. Fonte: www.razaoautomovel.com
Ler mais
04/12/2017
Teste: Citroën C4 Picasso e Grand C4 Picasso, as minivans raiz
Pai, mãe, dois filhos (um no cadeirão, outro no assento elevado), babá, sogro, sogra… Viu como nem é tão difícil assim lotar um carro de sete lugares? Pois bem, a Citroën viu. Remando contra o tsunami global dos SUVs (que não raramente também têm sete lugares), a marca francesa segue como uma das poucas a apostar nas minivans. E agora parece que vai colocar mais fichas na jogada: com as renovadas C4 Picasso (cinco lugares) e Grand C4 Picasso (sete lugares), ela pretende vender 1.000 unidades por ano. Nem é tanto assim, mas já representa um grande salto em relação às pífias 218 comercializadas em 2016. Fabricadas em Vigo, na Espanha, as minivans chegam às concessionárias do Brasil no fim de maio. Nem mesmo o facelift discreto e a exibição durante o Salão do Automóvel de São Paulo, no fim de 2016, diminuem o brilho dessa dupla. Nas ruas, muita gente as seguiu com os olhos, numa outra prova de que elas ainda despertam interesse. Se chamou a sua atenção também, prepare o bolso: o preço varia dos R$ 121.400 da C4 Picasso básica aos R$ 167.400 da Grand C4 Picasso completa. A motorização é velha conhecida do brasileiro: o confiável 1.6 THP de 165 cv a gasolina. Com turbo, intercooler e injeção direta, funciona acoplado a uma transmissão automática de seis marchas, formando uma dupla bastante eficiente, ou seja, econômica quando administrada com suavidade e bem disposta quando exigida. Na pista, ambas aceleraram de 0 a 100 km/h abaixo dos 10 segundos, com consumo superior a 10 km/l na cidade e de cerca de 13 km/l na estrada. Como é de se esperar de um veículo tipicamente familiar, a suspensão privilegia o conforto, embora o conjunto traseiro trabalhe um tanto ruidoso. Lado a lado, as diferenças entre as versões de cinco e sete lugares estão a partir da porta traseira. No perfil, a janela extra delimita bem a extensão que permitiu a instalação do par de bancos extras. O modelo de cinco lugares tem 4,43 metros de comprimento e 2,79 de entre-eixos. O maior mede, respectivamente, 4,6 e 2,84 metros. Saindo do perfil e chegando à traseira é que surgem as grandes diferenças. O de cinco lugares, direcionado a um público mais jovem, tem um estilo mais esportivo, com lanternas horizontais. No de sete, a Citroën optou por um conjunto óptico de contorno sinuoso. Ao contrário do que se imagina, o acesso à terceira fileira de bancos é fácil, pois a fila central corre sobre trilhos e tem bancos individuais e dobráveis – mesmo a versão de cinco lugares conta com essa facilidade. Minivans de raiz, as C4 Picasso têm na modularidade e no espaço as suas grandes armas. Soluções como porta-objetos no assoalho e bandejas no encosto dos bancos, claro, têm presença garantida. Até o câmbio colabora para reservar mais espaço para as pessoas, com sua alavanca seletora de marchas na coluna de direção, junto ao volante. No porta-malas, o volume varia em função da posição dos bancos: de 537 a 630 litros na de cinco lugares e de 130 a 704 litros na de sete. Com a segunda fileira avançada e a terceira recolhida, ou seja, com bancos armados para cinco ocupantes, o volume máximo é de 575 litros. Cedidas para teste em suas versões mais completas, as duas minivans impressionam pelo elevado nível de itens de tecnologia, segurança e conforto. Entre os equipamentos: telas de 7 e de 12 polegadas, faróis de xenônio direcionais, reconhecimento de leitura de placas de velocidade, sistema ativo de auxílio de estacionamento, bancos dianteiros com ventilação e massagem e teto panorâmico fixo. E aí, seu planejamento familiar e a sua garagem têm espaço para uma dessas minivans? Veredicto Bonitas, completas, espaçosas e eficientes, as novas C4 têm todas as armas para enfrentar os SUVs de cinco e sete lugares. Só perdem em um ponto (crucial): são minivans, não SUVs. Preço das versões de 5 e 7 lugares Seduction Faróis de neblina, ar dualzone, sensor de farol, rodas 17, multimídia com tela de 7 polegadas, freio de estacionamento elétrico, assistente de rampa, controle de tração e estabilidade. R$ 121.400 (5 lugares) R$ 131.400 (7 lugares) Intensive Seduction mais teto panorâmico, lanternas de led, faróis auxiliares de curva, faróis de xenônio, tela extra de 12 polegadas, câmera de ré, chave presencial. R$ 132.000 (5 lugares) R$ 142.000 (7 lugares) Intensive Confort Intensive mais bancos com couro e tecido, sistema de câmera 360 graus, alerta de ponto cego. R$ 141.900 (5 lugares) R$ 152.500 (7 lugares) Intensive Luxe Intensive Confort mais bancos de couro, sistema de reconhecimento de placas de velocidade, sistema de alerta e correção de desvio involuntário de faixa, farol alto automático, tela nos apoios de cabeça dianteiros. R$ 152.000 (5 lugares) R$ 167.400 (7 lugares) Teste de pista (com gasolina) FONTE: www.quatrorodas.abril.com.br
Ler mais
Veja toda as notícias
Citroën
Mogi das Cruzes
Rua Ipiranga, 1220
Citroën
São Paulo
Avenida São Miguel Paulista, 8479