Fale com nosso vendedor pelo whatsapp
11 94787-8185
11 4727-4949
Acompanhe-nos nas redes sociais:
11 4727-4949
Como chegar

Linha Citroën 2018

Consórcio
Conheça as condições
Acessórios
Faça o seu pedido
Oficina Citroën
Faça o seu
agendamento
Seminovos
Veja as opções

Notícias

15/10/2018
Citroën C4 hatch ganhará nova geração com versão elétrica em 2020
Nova geração do hatchback é prevista para 2020. Variante elétrica pode ter autonomia de 350 km O crescimento do segmento de SUVs e crossovers também atingiu o Citroën C4, que saiu linha em praticamente todos os mercados após o lançamento do C4 Cactus. No entanto, novas informações apontam que a estratégia mudou e o C4 terá uma nova geração, feita com a nova plataforma CMP. Além de competir no segmento dos compactos, ainda terá uma variante elétrica para enfrentar o Volkswagen I.D. As informações são do site britânico Auto Express, citando entrevistas com executivos do Grupo PSA. Linda Jackson, CEO da Citroën, disse à publicação durante o Salão de Paris que o novo C4 é uma prioridade para a fabricante. “Nós não dissemos quando o hatch voltará, mas devido à força deste segmento, claramente será uma prioridade para nós”, explicou a executiva. Quem adiantou o futuro elétrico do novo Citroën C4 foi Gilles Le Borgne, vice-presidente de engenharia do Grupo PSA. “Nós temos um programa muito importante para o segmento C baseado na plataforma CMP, como a nova geração do C4, por exemplo”, disse Le Borgne, que ainda revelou que a fabricante planeja uma versão elétrica do C4 usando a base e-CMP. “Poderíamos acomodar até 60 kWh”, revela o engenheiro. Com uma bateria deste tamanho, o hatch teria uma autonomia de até 350 km em uma única carga. Este resultado, na visão da PSA, seria o ideal para atender às necessidades dos clientes dentro do preço que a empresa quer cobrar. É uma boa melhoria, já que a PSA havia anunciado que a plataforma e-CMP comportava baterias de até 50 kWh. Porém, como o C4 é um carro com entre-eixos maior, poderia ser equipado com baterias maiores. Ao contrário do seu futuro rival Volkswagen I.D., o novo Citroën C4 continuará a ser vendido com motores a combustão. “Quando for lançado, terá uma versão elétrica, mas também terá modelos equivalentes a gasolina e a diesel”, explica Jackson. Fonte: Motor 1
Ler mais
05/09/2018
Avaliação: Citröen C4 Lounge 2019 um boa escolha
Otávio Koenig Beppler, Especial para o BlogAuto – Conheço a linha de sedãs médios da PSA há algum tempo, e eu tinha algumas expectativas de melhoria nesta nova plataforma. Expectativas estas que foram em grande parte atendidas com o facelift do Citroën C4 Lounge 2019. Logo ao entrar no C4 Lounge 2019, percebo que a identidade é a mesma, com um grande espaço interno, muito superior aos concorrentes diretos (Civic, Corolla, Cruze, Jetta e Sentra). Sobra espaço para as pernas e cabeças de todos os ocupantes, mesmo que todos tenham 1,90 m de altura!   O botão de partida ao lado esquerdo do volante, sem espaço de inserção da chave, é o primeiro detalhe que chama a atenção, seguido pelo painel digital e pela ampla tela que ocupa o centro do painel, onde estão os comandos de quase tudo no carro: rádio, multimídia, navegação, climatização, ajustes gerais do carro, integração com celular, etc. Não gostei apenas do display de RPM (tacômetro para os técnicos), que se apresenta na forma de uma fina barra horizontal de difícil acompanhamento – um bom e velho “conta-giros” de ponteiro, mesmo que digital, seria muito melhor. O volante não tem mais aquele charme do miolo fixo, tradicional dos Citroën até bem pouco tempo atrás, o que nivela o C4 Lounge aos demais carros do mercado. Ele também não traz os famosos paddle-shifts (borboletas de mudança de marcha), o que considero positivo para reduzir custos – afinal tenho há anos carros com paddle-shifts e praticamente nunca uso no dia-a-dia. Eles valem a pena em carros esportivos, o que não é a proposta do C4 – pelo contrário. Este carro quer servir o conforto e o dia a dia, e para isso considero-o justo.   Andando, o motor turbo de 1.6 litro, em conjunto com o novo câmbio de seis marchas Aisin, se mostraram muito eficazes: bom torque e todas as faixas de rotação, como se fosse um motor 2.0 litros aspirado, mas com maior economia, além de mudanças de marcha muito bem definidas e certeiras – sem a tradicional indecisão e trancos tão comuns do câmbio anterior. Essa sim foi uma enorme mudança, que transformou esse carro. Muuuuuuito melhor, muito mesmo. Esse era o único defeito grave que o C4 (e seus primos e irmãos) tinham. Os faróis direcionais são um diferencial, juntamente com a iluminação por leds, colocando o C4 em um patamar atual, e superior aos concorrentes neste quesito. Falando sobre preço, na faixa dos 95 mil reais, ele está alinhado aos concorrentes. Não considero esse valor razoável hoje em dia se considerarmos o poder de compra dos consumidores potenciais, mas esse é um problema sistêmico e endêmico no Brasil – todos os carros, de todas as categorias, estão custando muito mais do que os consumidores tem condições de pagar, simplesmente porque o Brasil continua em uma crise sem precedentes, e porque não fabrica quase nada de alta tecnologia. Praticamente todos os componentes e peças de valor agregado, como chips, placas, softwares, entre outros, são fabricados por multinacionais não brasileiras, e em fábricas fora do Brasil. Infelizmente. Apenas exportamos as pelotas de ferro que são industrializadas no exterior e importadas a valores incrivelmente altos. De modo geral, considero Citroën C4 Lounge 2019 um carro honesto frente ao mercado, que cumpre com o que se propõe, competitivo junto aos concorrentes, e com grandes chances de começar a reverter a antiga fama de marca de carros caros e frágeis. Ele tem tecnologia, postura, equipamentos e custo-benefício que vão ajudar a PSA a reposicionar a marca no Brasil, aumentando inclusive sua participação no mercado. Fonte: Blog Auto
Ler mais
Veja toda as notícias

Empresas do Grupo

Citroën
Mogi das Cruzes
Rua Ipiranga, 1220
Citroën
São Paulo
Avenida São Miguel Paulista, 8479